Inscrever nesta edição Manifestar interesse

Informação sobre a edição do curso

  • 25

  • Abade de Baçal
    Av. Humberto Delgado

    5300-000 BRAGANÇA

  • 15/01/2018

  • 29/01/2018

  • Das 19:30h ás 23:30h

  • Para participar nesta ação, os candidatos devem:



    • Manifestar interesse na aquisição de conhecimentos e competências na respetiva área de formação

    • Ser detentor de idade igual ou superior a 18 anos

    • Ser ativo empregado ou em situação de desemprego



     


     


  • Objetivos Específicos

    • Identificar o conceito e respetivos cenários de situações de crise.
    • Descrever os procedimentos a seguir em situações de crise com vista a manter a segurança dos colaboradores, cliente e pessoas de entidades terceiras.
    • Planear, preparar e supervisionar as equipas para uma ação de forma rápida.

  • Referencial

    Operador/a de Distribuição

  • Área de Formação

    Comércio

  • Objetivo Geral

    • Identificar o conceito e respetivos cenários de situações de crise.
    • Descrever os procedimentos a seguir em situações de crise com vista a manter a segurança dos colaboradores, cliente e pessoas de entidades terceiras.
    • Planear, preparar e supervisionar as equipas para uma ação de forma rápida.

  • Conteúdos Programáticos

    • Enquadramento
      • Definição de crise
      • Intervenientes
      • Responsabilidades
      • Principais tarefas
      • Fases de uma crise
        • - Emergência
        • - Crise
        • - Recuperação
    • Cenários de crise
      • Responsabilidade sobre produtos
        • - Sabotagem
        • - Contaminação
      • Acidente com clientes
        • - Acidente alimentar
        • - Acidente físico
      • Terrorismo
        • - Ameaça de bomba
        • - Explosão de bomba
        • - Contaminação por agentes químicos
      • Ato violento
        • - Sequestro e refém
        • - Assalto a carrinha de valores ou linha de caixa
        • - Ocupação de edifício
        • - Vandalismo
        • - Extorsão
      • Acidente na loja
        • - Incêndio
        • - Falha de sistemas vitais (ar condicionado, frio, saneamento, gás e elétrico)
        • - Desabamento ou colapso de estruturas
        • - Derrame químico
        • - Contaminação da água de abastecimento
        • - Rebentamento de botijas de gás
      • Falha de Comunicações/Sistemas
    • Procedimentos de crise
      • Alerta
        • - Matriz de escalonamento por cenário
      • Ritmo de gestão
        • - Análise da situação
        • - Medidas de emergência imediatas
        • - Planeamento/programação
        • - Avaliação da situação
        • - Tomada de decisão
        • - Implementação de procedimentos
      • Ações e documentos a utilizar para cada cenário

  • Avaliação

    Entende-se que deverá ser objecto de avaliação, desta acção de formação os seguintes aspectos:
    - O programa, ou seja, o conteúdo, os fins e os objectivos da formação.
    - A metodologia seguida, quer dizer, o modo de funcionamento do sistema.
    - A própria avaliação, como parte integrante e importante do processo, no sentido de sabermos se o tipo de avaliação usado, os meios e os instrumentos se adequam à sua função.
    - Os formadores, no que respeita à forma como aplicam os métodos e as técnicas e o uso que fazem dos equipamentos postos à sua disposição.
    - Os formandos, no sentido de testar em que medida atingiram os objectivos.
    - A associação e a estrutura da formação, para avaliar a sua flexibilidade na procura e adaptação de resposta às dificuldades surgidas.
    - Os resultados, num sentido amplo, isto é, devem ser avaliados não só os resultados esperados da formação, mas também aqueles que não foram previstos, os resultados inesperados.

  • Observações

    Regalias:

    • Formação Gratuita
    • Subsídios de Alimentação
    • Certificação de Qualificações

     

     

Inscrever nesta edição Manifestar interesse